O Brasil está em uma fase de alta movimentação financeira e diversificação dos negócios em comércio eletrônico. Essa é uma das conclusões do estudo Scape Report E-commerce 2020, divulgado nesta semana pela empresa de consultoria Pipeline Capital.

De acordo com o relatório, o país já abriga 598 empresas em nove diferentes segmentos do e-commerce, entre gigantes e startups. O setor de marketing e vendas (28%) é o mais populoso, abrigando serviços como agências de comunicação, plataformas de gestão e serviços de fidelidade. Segundo a Exame, outras áreas do e-commerce que contam com empresas no Brasil incluem implementação e manutenção de plataformas, formas de pagamento, marketplaces, gestão das operações, logística, atendimento a clientes (SAC), e recursos de segurança e suporte.

Leia mais…