Em agosto, o governo americano anunciou a liberação de US$ 1 bilhão em financiamentos para garantir “que os EUA continuem a liderar o mundo em inteligência artificial e computação quântica“, segundo o diretor de tecnologia dos EUA, Michael Kratsios. Parece que o dinheiro chegou tarde demais: pela primeira vez, a China ultrapassou os EUA em número de patentes de IA, com mais de 110 mil pedidos registados no ano passado.

A notícia foi dada pelo vice-chefe da Academia Chinesa de Estudos do Ciberespaço, Li Yuxiao em entrevista coletiva no último dia 23, durante o 7ª Conferência Mundial da Internet (WIC). “A China está fortalecendo sua independência em tecnologia da informação na internet”, disse ele, sem citar quantas patentes de IA foram registradas pelos EUA.

Leia mais…