Recentemente, a fabricante third-party SUP3R5 não-oficial anunciou o lançamento de uma linha customizada do PS5, revestido de preto e com referências ao PS2. Entretanto, a pré-venda do produto acabou sendo um desastre: a empresa cancelou todas as reservas após, supostamente, sofrer ameaças por não possuir unidades suficientes para todos os clientes.

As comercializações começaram na última sexta-feira (08) e terminaram em menos de 20 minutos, dada a alta demanda pelo console. A companhia chegou a emitir uma nota dizendo estar “envergonhada”, pois alguns consumidores reportaram ter sido cobrados (o item custava US$ 649, US$ 200 a mais que o PlayStation 5 original) sem receberem confirmações de que asseguraram o videogame.

No entanto, horas após a mensagem, a SUP3R5 retornou a público para informar o cancelamento de 100% das reservas, alegando que “sofreu ameaças críveis a sua segurança”. Não demorou para a empresa deletar sua conta no Twitter.

1

Leia o comunicado:

Na última noite (08), nossa equipe recebeu ameaças críveis à sua segurança. Nós levamos estas ameaças a sério. Não estamos dispostos a arriscar a segurança e bem-estar do nosso time, além do potencial impacto que isto poderia trazer à sua reserva. Todas as pré-compras serão canceladas e reembolsadas nos próximos dias. Você receberá uma notificação quando isto ocorrer.

Nossa intenção era que isto fosse uma forma de celebrar uma nostalgia, mas existem pessoas dispostas a interferir com isto. Se determinarmos que é seguro tentar de novo, o faremos. Por enquanto, fiquem bem.

A notícia, obviamente, frustrou os que conseguiram comprar o PS5 preto. Muitos consumidores acusam a SUP3R5 de fraude ou mesmo de serem “cambistas” tentando faturar alto com interesse. O caso deve ir longe.