O atual presidente da Uganda, Yoweri Museveni, bloqueou as operações do Facebook no país “até segunda ordem”. A decisão foi tomada poucos dias após a rede social remover contas falsas vinculadas a seu governo e logo antes de uma eleição fortemente contestada acontecer por lá, marcada para amanhã (14).

“O canal sobre o qual vocês estão falando, se quiser funcionar por aqui, deve ser utilizado de maneira igualitária por todos aqueles que desejarem. Não podemos tolerar essa arrogância de qualquer um que tente decidir por nós quem é bom e quem é mau”, declarou Museveni.

Leia mais…